A última viagem do Costa Concórdia

Após dois anos e meio da tragédia que matou 32 pessoas, o navio de cruzeiros Costa Concordia começará a ser removido da Ilha do Giglio, na Itália. Os trabalhos para que o Concórdia seja levado até o porto de Gênova, onde será desmontado, começaram no dia 14 de julho.
*Do correspondente da RFI em Roma, Rafael Belincanta.

Desde a semana passada, quando começou a operação para trazer à tona o navio, a Defesa Civil já adiou três vezes início da derradeira viagem do Costa Concordia até o porto de Gênova, onde será demolido. “Questão de prudência compartilhada por todos os envolvidos”, alegou o chefe da Proteção Civil, Franco Gabrielli, para justificar o último adiamento, nesta terça-feira (22/07). Em setembro de 2013, o Costa Concórdia foi desencalhado numa operação que demorou 19 horas para colocar o navio outra vez em posição horizontal.

Vazamento de óleo

As autoridades italianas confirmaram a presença de “uma pequena mancha provocada por hidrocarbonetos”, cerca de 50 litros de óleo que vazaram dos tanques instalados para realinhar o navio. Contudo, não disseram tratar-se de um desastre ambiental. Apesar disso, na paradisíaca Ilha do Giglio, nestes mais de 2 anos e meio em que o Concórdia virou parte da paisagem, não faltaram críticas dos ambientalistas e dos frequentadores da Ilha sobre o impacto ambiental gerado pela longa permanência do navio dentro do mar.

Travessia até Gênova

Até Gênova, serão 370 quilômetros de viagem a uma velocidade média de 2,5 nós que deve demorar cinco dias, dependendo das condições meteorológicas. O desprendimento da plataforma artificial sobre a qual o navio estava apoiado desde 2012 foi um momento decisivo. Agora as últimas caixas que mantinham essa conexão já foram esvaziadas e o navio subiu 11 metros. Faltam, portanto, mais 4 metros para que o nível ideal para que o reboque tenha início.

A rota do Concórdia, que será puxado por dois rebocadores marítimos, também dependerá das condições meteorológicas. Os responsáveis pela operação adiantaram que preferem que o navio viaje próximo à costa italiana. Em caso de emergências, os portos de Livorno e de La Spezia poderiam servir de referência.

O processo contra o comandante Francesco Schettino continua aberto. Ele é acusado de homicídio culposo, por ter feito uma manobra arriscada e desnecessária, e por ter abandonado o navio. Novas audiências deverão ocorrer até dezembro deste ano.

Consulados do Brasil na Itália encerram atendimentos do Costa Concordia

Publicado em janeiro 20, 2012

Roma, 20 jan– O Ministro Paulo Roberto Palm, do Consulado-Geral do Brasil em Roma, confirmou nesta sexta-feira o fim dos atendimentos aos brasileiros que estavam no Costa Concordia, que naufragou na última sexta-feira 13, na costa da Ilha de Giglio, no Mar Tirreno.Naufragio

57 brasileiros estavam a bordo do Costa Concordia

Palm explicou o porquê das divergências no número de brasileiros a bordo: 57 ao todo, e não 53 como fora divulgado pela Costa Cruzeiros.

“Pelo fato de que alguns brasileiros têm dupla nacionalidade, provavelmente alguns podem ter sido listados com a outra nacionalidade”, explicou.

Entre os brasileiros a bordo estavam seis tripulantes, todos atendidos em Roma junto com outros 12 passageiros. Um dos tripulantes não precisou de novos documentos pois conseguiu salvar seu passaporte.

“Eles foram recebidos nos fim-de-semana quando o sistema estava fora do ar. Tudo foi feito manualmente devido a situação de emergência”, contou Palm.

Já no Consulado-Geral de Milão, foram confeccionados documentos de outros 28 brasileiros. Os outros 11 passageiros seguiram viagem para Barcelona com uma permissão emitida pelas autoridades italianas e foram atendidos pelo Consulado Brasileiro na cidade da Catalunha.

Um telegrama enviado à Costa Cruzeiros comunicou o fim do atendimento de emergência.

“Agora caberá aos brasileiros, naturalmente conforme seu próprio arbítrio, buscar a devida compensação junto à companhia. Para isso, terão o apoio do Consulado no que for cabível. Evidentemente, não em questões jurídico-privadas mas sim em todo outro tipo de apoio que for necessário. Felizmente estamos muito contentes de não haver nenhum brasileiro entre as vítimas fatais”, finalizou Palm.

//////

Costa Concordia: 3 dias de cobertura

Publicado em janeiro 19, 2012

 

Eu e a Soninha na Ilha do Giglio

19 jan – Hoje encerramos nosso trabalho de correspondência sofre o naufrágio do Costa Concordia para a Band. Em três dias, eu e Sonia Blota estivemos na Ilha de Giglio e Porto Santo Stefano. Depois passamos por Civitavecchia e, por fim, Roma. Ainda tem “muita água pra rolar”, contudo todos os brasileiros estão sãos e salvos.


Aqui
  o último vt para o Jornal da Band.

Para completar, atendi à imprensa italiana com boletins ao vivo para a Radio Vaticana e também correspondi para os colegas da RFI em Paris. Obrigado a todos!

– Número finais –

Os 53 brasileiros – entre passageiros e tripulantes – que estavam a bordo do navio Costa Concordia, que naufragou na sexta-feira, 13 de janeiro, já voltaram para a casa.

No Consulado Geral do Brasil em Milão foram entregues documentos para 28 náufragos brasileiros. Já no Consulado Geral de Roma foram confeccionados novos documentos, entre passaportes e ARBI – Autorização de Retorno ao Brasil – para 12 pessoas, entre elas cinco dos seis tripulantes. Um deles conseguiu salvar seus documentos.

Os demais brasileiros receberam autorização das autoridades italianas para seguirem viagem dentro da área Schengen e outros porque têm residência na Europa.

PS: até agora informei 57 brasileiros no Concordia. Erro. São 53. Alguém quer ser meu editor no blog? :P

////

O link para a matéria no Jornal da Band (17 jan)18 jan – Os últimos brasileiros que ainda estavam na Itália – todos tripulantes do navio Costa Concordia -embarcaram para o Brasil na noite desta terça-feira. De acordo com o Consulado Geral do Brasil em Roma, cinco deles retiraram os novos documentos e imediatamente partiram para o aeroporto da capital italiana. A única que ainda está aqui na Itália é a paulistana Maíra Sakura que trabalhava com recreação. Ela só pegou os documentos na manhã desta quarta-feira. Emocionada, relembrou a tragédia, os amigos ainda desaparecidos e o único pertence que restou.

Maíra e seu marido Andrea, em Civitavecchia.

“Conseguimos sair do navio e fomos para uma igreja. Esta é uma das cobertas que os moradores da ilha nos deram para que pudessemos nos cobrir. O meu amigo, um musico muito jovem, esta desaparecido. Enquanto eles tocavam a gente dançava e fazia a alegria dos passageiros”.

Juizado de Investigações Preliminares determinou na noite desta terça-feira a prisão domiciliar do comandante Francesco Schettino. As buscas pelos desaparecidos seguem na Ilha de Giglio. Foi divulgada também a primeira lista oficial da prefeitura da cidade de Grosseto, próximo à Ilha: são 28 pessoas que ainda não foram encontradas. São italianos, alemães, franceses, norte-americanos além de um tripulante húngaro, outro indiano e uma peruana.

 Rafael Belincanta, CIvitavecchia
////

Brasileiros no Costa Concordia

Publicado em janeiro 17, 2012

17 jan – No dia em que mais cinco corpos foram encontrados e foram divulgados trechos da comunicação via rádio entre o controle portuário e o comandante, encontramos Maira Sakura, a última brasileira que ainda está na Itália e que estava a bordo do Costa Concordia. Seu único pertence agora é uma toalha dada pelos moradores da ilha para que se protegesse do frio. Amanhã, ela vai ao Consulado do Brasil em Roma para pegar seus novos documentos. O depoimento da paulistana que trabalhava com recreação estará hoje no Jornal da Band.

Costa Concordia

//////

Isola di Giglio

Publicado em janeiro 16, 2012

16 jan

atualizacao: vt para o jornal da band

No local da tragédia.

Logo mais os primeiros relatos.

**

Eccoci in Isola di Giglio.

I primi racconti fra poco

**

Here we are at Giglio Island.

Soon we gonna start to feed this blog.

**

Costa Concordia naufragado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s