Em visita à Itália para conhecer o pavilhão brasileiro na Expo Milão 2015, neste sábado, a presidente Dilma Rousseff passou antes pela capital onde, nesta sexta-feira (10/07), encontrou o Premiê Matteo Renzi e o Presidente Sergio Mattarella.

Dilma destacou a necessidade de oferecer novos incentivos à presença empresarial italiana no Brasil. Renzi, por sua vez, destacou que ainda existem “questões abertas” entre Itália e Brasil, principalmente na área da Justiça.

Dilma e Renzi em Roma“Temos algumas questões abertas, em particular modo no que diz respeito ao setor da Justiça. Penso, espero e creio que este renovada relação possa nos ajudar a resolver, no respeito das leis de cada país, inclusive a solução dos casos mais difíceis” disse Renzi sem citar especificamente o caso Cesare Battisti tampouco o caso Pizzolato.

Sobre as relações comerciais, Dilma destacou a importância das pequenas e médias empresas. “Temos muito a aprender com a Itália, que construiu um tecido social completo com suas pequenas empresas. Esta parceria será excepcional para o Brasil”, disse Dilma.

Para isso, Dilma convidou as empresas italianas para participar do plano de concessões lançados pelo governo federal. “A Itália é um parceiro essencial”, reiterou a presidente.

São cerca de 1,2 mil empresas italianas atuando no Brasil, com margem de investimentos de quase US$ 20 bilhões. Na balança das importações e exportações em 2014, os italianos ficaram entre os dez maiores parceiros comerciais do Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s