Líderes mundiais confiantes com Graziano na FAO

A 37a Conferência bienal da Organizacao das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura se aproxima do fim. Ontem, o diretor-geral eleito, José Graziano da Silva, fez seu juramento. A Deutsche Welle ouviu lideranças de todos os continentes a cerca do que elas esperam da administração brasileira neste importante órgão das Nações Unidas.

Desde que foi eleito, no último domingo, Graziano manteve uma série de reuniões com ministros da agricultura de diversos países. Entre eles, os Estados Unidos. Os americanos sao responsaveis por cerca de 20% do orçamento bianual da Organização. A representante permanente dos Estados Unidos na FAO, embaixadora Ertharin Cousin, comenta a eleição do brasileiro.

FAO Rome Hq's

“Os Estados Unidos não revela em quem votou para o cargo de diretor-geral. O voto é secreto. Acredito que, enquanto uma Organização, nós temos a responsabilidade de trabalhar com as referencias do diretor-geral. Não vemos a hora de trabalhar com Graziano. Ontem, na verdade, nós tivemos uma reunião com ele e foi muito produtiva. Nos esperamos ter uma boa e eficaz relação com o novo diretor-geral”.

Na América Latina, região dirigida por Graziano na FAO, o apoio a Graziano e mais evidente.  Gladis Urbaneja, embaixadora da Venezuela na FAO, representa os anseios de todo o continente latino-americano.

“Acredito que ele foi eleito no momento justo, quando a America Latina pode oferecer uma de suas principais personalidades para aquilo que os países-membros esperam que a FAO execute. De tal maneira, oferecemos um dos melhores profissionais nesse campo para que a FAO prossiga neste trabalho de reforma que estamos fazendo há tres anos, para que possa servir melhor aos países em desenvolvimento”.

A embaixadora da África do Sul na FAO, Thenjiwe Mtintso, não esconde o voto.

“Como todos sabem, a África do Sul deveria apoiar o Brasil, já que tambem fazemos parte dos BRIC’s. E essa é a consolidação desses países que estão comprometidos com o desenvolvimento. Nós entendemos que um candidato do Brasil teria melhor compreensão
dos problemas que esses paises enfrentam e é por isso que nós escolhemos o candidato brasileiro”.

RB/DW – 06/30/11

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s